17 Dezembro 2017 Dom

2 visitantes e 0 Usuários online

  Indique Download Forums Links Polita de Privacidade
PC-SOS :: Discos Rígidos :: Disco compartilha arquivos entre micros
PC-SOS
Notícias
Anúncios
Estatística
FAQ
Usuários
Usuários Online
Conteúdo
1-Política de Privacidade
Artigos
Celular
Flash
Linux
Discos Rígidos
Hardware
Internet
Modem
MSOffice
MSOffice - Excel
Multimedia
Photoshop
Programação
Rede
Segurança
Sistema Operacional
Software
Software p/ PenDrive
Termos & Siglas
WEB
Windows
Xoops
Área de Usuário

Usuário:
Senha:
Lembrar!
Esqueci minha senha
Registrar

Pesquisa Avançada

Patrocinadores

 


Teste de Velocidade

Desenvolvido por

 

 

 

2.01.2009
Como configurar o Windows para aceitar 8GB de RAM
3.12.2008
Quando Pen Drive USB Não Aparece No Windows
15.02.2008
BBS, sistema que foi o antecessor da internet
26.11.2007
Firefox 3.0
5.10.2007
Hitachi trabalha em Blu-Ray de 100GB e 200GB
24.09.2007
Novo supercomputador entra em operação no Brasil
24.09.2007
IBM oferece software gratuito de edição de texto
19.09.2007
Processador com 80 NÚCLEOS
19.09.2007
IBM terá suíte de escritório gratuita
17.09.2007
Clone do Office online, e grátis

Disco compartilha arquivos entre micros
17.08.2005

Fabricado pela Maxtor (www.maxtor.com), o Shared Storage Drive (SSD) é um dispositivo NAS (Network Attached Storage) que pode ser considerado um pequeno servidor de arquivos e de impressão, com capacidade de 300 Gbytes, cache de 16 Mbytes e suporte para impressoras USB.
Com design moderno, em alumínio fosco, ele pode ser acomodado horizontal ou verticalmente.
A parte frontal contém um botão que indica o status do aparelho. A parte posterior contém a conexão de rede, a de alimentação, duas portas USB e um botão de reset, que deve ser utilizado com cautela, pois apaga as configurações de rede e de administrador, mas preserva os dados e contas de usuário.
O baixo nível de ruído é um dos pontos fortes do SSD, que é mais silencioso do que a maioria dos discos rígidos dessa categoria.

Instalação
O SSD opera em redes TCP/IP e disponibiliza os arquivos por meio do Windows, que é o sistema operacional recomendado pela fabricante. Apesar disso, é possível operar o SSD em Linux, via soft Samba (
www.samba.org).
Para usar o SSD, é necessário que a rede possua um serviço DHCP instalado. Tal serviço fornece um endereço IP que identificará o SSD na rede.
Após a instalação, pode-se atribuir um endereço IP fixo e descartar o DHCP.
Uma vez identificado o disco, a instalação no Windows é simples. Basta executar um programa, contido no CD que acompanha o produto, que varre a rede em busca do dispositivo e exibe seu nome e endereço IP. Contas de usuário e atalhos também podem ser criados com este programa.

Configuração e uso
Toda a configuração do SSD é feita por meio de uma página de internet, que pode ser acessada pelo endereço IP ou por um arquivo HTML, contido em uma pasta compartilhada do SSD chamada Config. A principal funcionalidade da página web é a configuração de usuários e de pastas compartilhadas.
Para cada novo usuário, é criada uma área de trabalho com restrição de acesso pública (public) ou limitada (limited).
Áreas de trabalho públicas podem ser acessadas por qualquer usuário, enquanto áreas do tipo limitada só permitem acesso de usuários autorizados.
Um recurso interessante que pode ser habilitado no Windows é o Drag and Sort, que organiza automaticamente os arquivos. Arquivos do tipo MP3, por exemplo, são automaticamente armazenados na pasta My music quando copiados para a área do usuário.
Um dos pontos fracos do gerenciamento de usuários é a impossibilidade de definir grupos -recurso importante para redes de grande porte. Tampouco é possível atribuir cotas, o que possibilita que um usuário mais espaçoso desfrute sozinho, sem controle, de todo o espaço disponível no disco. Tais deficiências tornam o SSD mais apropriado para ambientes domésticos ou pequenos grupos de trabalho.
As duas portas USB podem ser usadas para conectar impressoras compartilhadas. Para isso, é preciso instalar os drivers das impressoras em cada micro da rede.
Discos rígidos externos também podem ser conectados às portas USB, desde que formatados com FAT32, o que torna público o acesso a eles. Esta característica dificulta a capacidade de expansão do SSD.
Quanto à velocidade de transferência de arquivos, o SSD restringe-se à banda de uma rede local de 10 ou 100 Mbps, o que pode ser adequado para um número reduzido de usuários simultâneos.
Nos testes realizados com execução simultânea de vídeos, em que pequenos atrasos podem ser facilmente detectados, o SSD se mostrou bastante eficiente.

Softwares
O programa de instalação do SSD oferece recurso de organização automática de arquivos, além de criar atalhos na área de trabalho, tornando-a disponível para o usuário como um disco local.
Para tais tarefas, um programa é mantido em segundo plano, mas o usuário pode optar por não instalar este software, realizando tais tarefas manualmente.
Como a administração do SSD é totalmente manipulada pela página web, nenhum software é necessário além do navegador.

Documentação
O manual do usuário é simples, contendo apenas as informações básicas para instalação do SSD na rede e sobre os dispositivos que podem ser conectados às portas USB. Há ainda uma lista dos problemas mais comuns que podem surgir durante a instalação.
Um dos pontos fracos da documentação é a falta de instruções sobre como manipular a página web e sobre a instalação do software, embora no site de suporte do fabricante (
maxtor.custhelp.com) existam mais informações sobre estas questões. O manual, o programa de instalação e a página web estão em inglês -não há manuais em português.

Conclusão
O SSD traz recursos interessantes de organização de arquivos, porém sua documentação é bem restrita. Sua instalação é simples e pode ser facilmente executada por usuários com conhecimentos básicos de rede.
A falta de acesso por ftp e de gerenciamento de grupos e cotas para usuários são as principais deficiências do SSD. Por outro lado, o aparelho é uma boa alternativa para uso doméstico e de pequenos grupos, além de ser um dos modelos com menor preço entre os disponíveis no mercado, apresentando uma relação custo-benefício muito boa.


Luis Gustavo Nonato é doutor em matemática aplicada e pesquisador do ICMC-USP. Mario Augusto de Souza Liziér é doutorando em computação pelo ICMC-USP

Fonte: Folhainformatica
PC-SOS
Hits: 1740
Discos Rígidos >>
 Ruim  Bom 
Comentário de Usuário: Nosso usuário podem revisar conteúdos
03.12.2006 22:50
PC-SOS

03.12.2006 22:49
Parabéns a equipe que desenvolveu o PC SOS nós estavamos precisando de algom assim.
PC-SOS


 

 

 

     

Número de visitas deste fev/2005 - Número de consultas ao site:

  © Copyright 2005 PC SOS. All Rights Reserved. contato@robweb.com.br